terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Flores do Mal

Se eu disser que há uma canção do rock brazuca chamada "Flores do Mal", aposto como 90% das pessoas dirão "ah, é aquela música da Legião Urbana, né?" ("Mentir é facil demais...") . Lamentavelmente, pouca gente conhece uma música de mesmo nome, de 1992, que é uma canção underrated do Barão Vermelho, beeeem mais bela que a da Legião:


video


Não me retalhe em escândalos
(...)
Não me esqueça por tão pouco
Nem diga adeus por engano
Mas é sempre assim
A mesma mão que acaricia, fere e sai furtiva
Faz do amor uma história triste
O bem que você me fez nunca foi real
Da semente mais rica, nasceram flores do mal


É incrível como me sinto, hoje, devidamente contemplado pelos versos desta música. E ao mesmo tempo que é doloroso pensar naquilo que ela me faz lembrar, é reconfortante ouvi-la - como se o meu próprio desabafo estivesse sendo ali cantado, como único consolo restante. Masoquista, eu? Não... humano, demasiadamente humano.