domingo, 24 de abril de 2005

Se você não vai até a exclusão, a exclusão vem até você

Um toque solitário de interfone na tarde de domingo - alguma visita inesperada?
Sim... um pedinte.

- Moço, tem comida aí pra mim? Qualquer coisa que cê tiver aí serve... comida, uns 50 centavos, ticket, vale-transporte... po'jogar da janela que eu pego daqui dibaixo...

- Pô amigão, tô sem nada aqui...

- Qualquer coisa... joga da janela! qualqué coisinha que cê tivé aí...

- Hoje não tenho nada aqui pra te arrumar, companheiro.... fica pra próxima, tá bom?

- Tá bom...

Acredite, domingo que vem ele retorna. Será que foi aquele que ajudei da última vez?
Não sei... mas tenho quase certeza que tá todo o resto da família sentada/deitada ali pela portaria. Enquanto isso, outros altos toques de interfones se fazem ecoar pelo bloco...

A morte não causa mais espanto
O Sol não causa mais espanto
A morte não causa mais espanto
O Sol não causa mais espanto
Miséria é miséria em qualquer canto...
("Miséria", de Arnaldo Antunes, Sérgio Brito e Paulo Miklos)